Segunda-feira, 5 de Março de 2007

Biografia.

    "Eles falam, falam, falam e não os vejo a fazer nada!!! Com certeza que fico chateado..."

Pois bem, que é que ainda não ouviu esta expressão? Ou, por exemplo...deixem ver...

    "Bai buscar" ou o típico "Pxiittt cala-te"!

São expressões que se utilizam no quotidiano por ínumeros Portugueses...

     Como estas expressões, um nome que não é estranho a ninguém: Ricardo Araújo Pereira!

     Numa época de liberdade, 3 dias após a "Revolução dos Cravos", nascia um futuro Humorista, Pai e Amigo...

    Frequentou a Universidade Católica Portuguesa, saindo desta com o diploma de Comunicação Social e Cultural na mão. Trabalhou como jornalista no Jornal de Letras e integrou a equipa de argumentistas que arrancou para alimentar diversos programas de Herman José, as chamadas Produções Fictícias...

Foi co-autor de Herman 98 e Herman 99, de Herman José (RTP), O Programa da Maria (SIC, 2001), Hermandifusão Portuguesa (RDP), Felizes para Sempre (Expresso), As Crónicas de José Estebes (Diário de Notícias), do livro O futebol É isto Mesmo (ou então é outra coisa completamente diferente) e do disco O disco do Benfiquista, naturalmente.

    Para além de actor e argumentista no projecto Gato Fedorento, Ricardo Araújo Pereira é também cronista para a revista Visão tendo já sido publicada uma compilação das suas melhores crónicas.

É nestas crónicas que nos baseamos e escolhemos este autor. O livro Boca do Inferno é a compilação das crónicas publicadas na revista Visão do mesmo.

    Com os seus 29 anos, organizou um blog com 3 dos seus amigos, a que chamaram "Gato Fedorento". O que era para ser inicialmente um blog, rapidamente saltou da Internet para a SIC Radical onde ficaram com um espaço só para eles. As tão famosas Séries Meireles, Lopes da Silva e Fonseca são um exemplo do trabalho deste quarteto...

OBRA: Até então, a única obra exlusivamente sua, foi mesmo a compilação de crónicas escritas para a Visão, entitulada: "Boca do Inferno".

Fonte: http://www.rtp.pt/gdesport/?article=843&visual=3&topic=1

Get your own flash movies at Toufee.com
publicado por x20 às 04:59
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Domingo, 4 de Março de 2007

Um podcast muito jeitoso!!!

Bem, para a última semana decidimos fazer este podcast, jeitoso ou não demos o nosso melhor para que seja o melhor. Espero que gostem e divirtam-se!!!

 

 Acrescentámos ainda um pequeno anúncio da obra. Mais uma vez espero que gostem!

 

publicado por x20 às 21:46
link do post | comentar | favorito

Reportagem - "Ricardo de Araújo Pereira e a Política"

    A política na sociedade dos nossos dias é bastante criticada, não só em Portugal, mas em todo o Mundo. Como tal, o "nosso" autor também lhe faz muitas referências, não só através da sua obra (como pode ser corroborado através de um excerto do livro aqui postado no nosso blog), como também publicamente, na televisão.

    Um dos casos aconteceu no programa da RTP "Dança Comigo", que juntou num só programa Ricardo de Araújo Pereira, os restantes membros do quarteto Gato Fedorento e também a Srª. deputada comunista Odete Santos. Os participantes no programa eram Zé Diogo Quintela e a Srª. deputada, os restantes fazíam parte do júri. 

    Este programa consiste em fazer uma prova de dança e onde seguidamente os respectivos júris decidiríam quem tinha dançado melhor. Após ambas as provas, Ricardo decidiu lançar uma crítica aos deputados, dizendo que tínhamos presenteado a um momento raríssimo, que foi ver um deputado a suar. Odete Santos não teve "papas na língua" e decidiu responder à crítica, ripostando que não se devería generalizar a crítica, e que já suou muitas vezes a estudar para casos sobre os quais não tinha adquirido suficientes conhecimentos, dando o exemplo da reprodução medicamente assistida. Ricardo Araújo Pereira deu a volta à situação dizendo que ele próprio era um palerma e que o que ele disse não era para ser levado a sério. Por fim, Ricardo "fechou as cortinas" dizendo que a crítica tinha sido dirigida para um outro deputado, pois tinha confundido o par de Odete Santos com Nuno Melo (deputado do PP).

    Do nosso ponto de vista, toda esta situação tería sido evitada se a Srª.deputada tivesse simplesmente achado graça à piada de Ricardo (como o fez todo o público presente), não a rotulando com uma conotação negativa. Pois se todos fossem reagir cada vez que Ricardo Araújo Pereira fizesse uma crítica teríamos uma "guerra civil" instaurada!!! Porém foi uma situação divertida que serviu mais uma vez para expôr o grande sentido crítico, irónico e humorista do autor do livro "Boca do Inferno", onde também podemos encontrar outras críticas à política e não só.

CURIOSIDADES:

  • De facto Ricardo já foi militante do partido comunista, o mesmo partido de Odete Santos.
  • Actualmente já não exerce funções no Partido Comunista Português.

Agora só falta mesmo mostrar o vídeo desta situação caricata, divirtam-se.

 

 

publicado por x20 às 16:09
link do post | comentar | favorito

Jogos Divertidos



publicado por x20 às 14:03
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Março de 2007

Excerto do livro "Boca do Inferno" de Ricardo Araújo Pereira

                                                                

    "Na quarta-feira da semana passada, só 110 dos 230 deputados estiveram presentes na Assembleia da República. O País melindrou. Eu cá gostei. A debandada é a prova de que a democracia funciona na perfeição. Não esqueço que os deputados são os representantes do povo português, e eu estou disposto a apostar que aquilo que eles fizeram é exactamente o que o povo português faria se estivesse no lugar deles: assinar o livro de ponto à sorrelfa e pirar-se para umas férias prolongadas. Nós somos assim, pelo que me parece muito saudável, politicamente falando, que os nossos representantes sejam uma cristalização ainda mais espertalhona dessa maneira de ser. Sim, claro: o País não avança, e tal. Mas a gente diverte-se bastante.
    Sempre que calha haver um ano com muitos feriados junto de fins-de-semana, recebo dezenas de mails (às vezes ainda em Setembro do ano anterior) que dizem: "Amigos, vem aí um ano com muitas pontes! Comecem já a preparar as férias!" Escuso de referir que todos esses mails são enviados durante o horário de expediente. A própria pesquisa que levou à elaboração do mail foi, suspeita-se, efectuada durante o horário de expediente. Posso garantir que nunca recebi um único mail a dizer: "Amigos, vem aí um ano com muitas pontes! Vamos todos dar as mãos e, em prol do futuro do nosso país, trabalharemos a dobrar, nesses fins-de-semana prolongados, para que não haja qualquer decréscimo de produtividade!" Nem qualquer mensagem que dissesse: "Malta! Estive aqui a fazer umas contas e arranjei maneira de pagarmos um pouco mais de impostos, em benefício daqueles que mais necessitam!" Desconfio que sejam mails deste género que os suecos trocam entre si. E nunca durante o horário de expediente.
    Saúdo, por isso, o comportamento, bem português, dos nossos parlamentares. Mais: compreendo perfeitamente que, regra geral, os deputados evitem comparecer na Assembleia da República. Parece que o sítio é muito mal frequentado. E ficaria muito desiludido se punissem os deputados pelo que fizeram no dia 12. Já lhes tiraram o direito de viajar em primeira classe. Agora, exigem-lhes presença continuada na Assembleia da República. Se continuam a tirar-lhes as regalias todas, qualquer dia ninguém quer ir para deputado. Assim, mas vale ir trabalhar. E o mercado de trabalho já é suficientemente difícil sem termos cem ou duzentos destes espertalhões do Parlamento a concorrerem connosco."


Fonte: Boca do Inferno, Ricardo Araújo Pereira

A NOSSA OPINIÃO/ANÁLISE

Para além de actor e argumentista, Ricardo A. Pereira é cronista na revista Visão. E é daí que destacamos a sua forma de escrever muito pessoal e irónica. Desde o ano de 2004 que critica, com a sua pena subtilmente pungente, aquilo que considera estar mal no país e no mundo. Da política à sociedade, passando pelo futebol (importa referir que é um adepto incondicional do Glorioso) e pela cultura, Ricardo consegue dar a cada tema uma interpretação única. Das falas em terceira pessoa, aos diálogos imaginados e quase impossivelmente reais, à ingenuidade fingida, ao uso de vocábulos e formas verbais pouco habituais (como catano, achincalhar ou vilipendiar), Ricardo mostra a sua capacidade de jogar com as palavras, de troçar do ridículo de certas situações, de colocar em evidência aquilo que a mentalidade portuguesa e do mundo têm de pior. As suas palavras reflectem, nos seus textos e em todo o seu trabalho, uma inteligência fora do vulgar, sempre atenta ao que se passa ao seu redor e é, sem dúvida, uma referência dos dias de hoje

publicado por x20 às 20:17
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Biografia.

. Um podcast muito jeitoso!...

. Reportagem - "Ricardo de ...

. Jogos Divertidos

. Excerto do livro "Boca do...

. Entrevista a Ricardo Ara...

. Um video bem engraçado fe...

. Quem Somos?

. Boca do Inferno

.arquivos

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Casino Europa

.Musica

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds